Entenda como é aplicado o BI para laboratórios

Post originalmente publicado no blog Autolac, software para gestão de laboratório de análises clínicas do Grupo SYM

—————————————————————————————————————————————–

O termo BI (Business Intelligence) a cada dia se torna mais comum dentro da rotina de empreendimentos. A forte ligação desse conceito com a tecnologia tem feito dele um aliado poderoso das empresas quando o objetivo é entender a dinâmica do mercado, levantar informações para uma melhor tomada de decisão e garantir uma atuação mais alinhada com as demandas do setor.

Business Intelligence — ou inteligência dos negócios, em português — nada mais é do que um conjunto de técnicas que tem como objetivo a melhor utilização dos dados que trafegam pelas mais variadas plataformas, serviços e dispositivos, de modo a coletar, organizar, analisar e tornar toda essa informação em direcionamentos úteis e estratégicos para aprimorar os serviços da empresa.

No caso dos laboratórios, o BI também pode trazer uma série de vantagens. O reforço na interpretação do mercado, da concorrência e, mais ainda, das necessidades dos seus usuários são alguns exemplos. Mas isso não é tudo!

Continue a leitura e confira neste post como o BI para laboratórios é aplicado e como esse conceito pode ajudar o seu empreendimento. Acompanhe!

Gerenciamento de informações

Um dos pontos mais relevantes da utilização do BI dentro de laboratórios é o aprimoramento que seus métodos trazem ao gerenciamento das informações. O BI transforma a visão da empresa no que se refere ao uso de dados, tornando-os ferramentas úteis para a geração de insights que, no futuro, poderão servir de base para otimizações.

Nesse contexto, a gestão da informação deixa de ser uma tarefa burocrática e estagnada e assume uma posição mais estratégica, na qual registros de clientes, dados de procedimentos, contatos, feedbacks, entre outros se tornam elementos importantes das atividades, e que servirão para reduzir a carga de trabalho, a ocorrência de erros e melhorar a satisfação do usuário dos serviços da empresa.

BI é, então, uma espécie de mapa para uma melhor atuação da empresa, a qual deixar de se basear em suposições ou na tentativa e acerto e passa a se apoiar em dados concretos, mais bem gerenciados e confiáveis.

Centralização de dados

O Business Intelligence, embora não seja um conceito atual, hoje trabalha lado a lado com as mais modernas ferramentas de coleta e análise de dados.

Nesse contexto, os softwares são elementos indispensáveis para se atingir bons resultados em BI, principalmente porque sistemas informatizados têm uma maior capacidade de trabalhar com grandes volumes de informação e ainda assim apresentar resultados ágeis e precisos.

Como reflexo da utilização dos softwares, a centralização de dados acaba sendo um dos grandes benefícios do Business Intelligence para os laboratórios. O fato é que para que o negócio consiga obter os melhores insights é essencial que as informações estejam devidamente organizadas e centralizadas para que as análises sejam feitas.

Esse papel é eficientemente desenvolvido pelos softwares de gestão, ERPs, entre outros sistemas que, quando integrados, conseguem reunir toda a informação útil e torná-la acessível de maneira simplificada, a partir de uma única tela.

Tomada de decisões

A tomada de decisões talvez seja o foco principal das empresas ao adotar o BI em suas operações. A necessidade em se decidir com precisão e agilidade, respondendo aos anseios e às demandas do mercado e dos próprios clientes, sem dúvida faz dessa uma tarefa crucial para o sucesso do laboratório.

A partir da coleta, do armazenamento e da interpretação das informações do laboratório — registros dos clientes, históricos, queixas, contatos etc. — líderes e tomadores de decisão têm um suporte fático muito mais robusto e palpável para decidir sobre mudanças e aperfeiçoamentos nas operações.

Essas informações, por exemplo, podem servir de norte para decisões de investimentos em novos equipamentos, reforço na quantidade de colaboradores e, de maneira geral, mudanças que visem manter a qualidade e a competitividade da empresa.

Posicionamento no mercado

Falar em Business Intelligence é, também, falar em uma das estratégias mais eficientes de melhorar o posicionamento do laboratório no mercado. Como o BI auxilia gestores e líderes a entender diferentes aspectos do cenário médico e empresarial, a partir de dados e informações da concorrência e dos usuários dos serviços, por exemplo, é possível compreender melhor a posição da empresa no cenário em que ele atua.

Nesse sentido, ter uma compreensão mais apurada de como o laboratório atua, como ele é visto pelos pacientes e como está o seu nível de alinhamento com os padrões e demandas mais comuns do mercado é, sem dúvida, uma oportunidade para poder planejar mudanças de forma mais pontual e econômica, otimizando exatamente aquilo que é necessário.

Atendimento ao usuário

A utilização inteligente dos dados pode impactar direta e positivamente a forma como o laboratório atende os seus pacientes. Por meio de análises internas, por exemplo, é possível saber qual é o perfil dos usuários dos serviços, quais são os procedimentos mais demandados, o tempo médio de execução, entre outros aspectos que ajudam o negócio a personalizar ainda mais o atendimento.

Esse tipo de otimização traz uma série de benefícios para o negócio, principalmente no que se refere ao nível de satisfação do usuário e à sua fidelização. Com a grande quantidade de empreendimentos que atuam na área de saúde suplementar, buscar diferenciais é, de longe, um dos caminhos mais eficientes para tornar a atuação do seu laboratório mais perene e rentável.

Acompanhamento de métricas e resultados do negócio

No que diz respeito ao funcionamento do laboratório, o BI pode ser um grande aliado dos expedientes burocráticos, como o a gestão financeira e o acompanhamento dos resultados do negócio.

Por meio da análise de dados financeiros (controle de gastos, receitas, faturamentos, por exemplo), é possível traçar estatísticas precisas a respeito do comportamento da empresa nos últimos meses e anos e, mais estratégico que isso, projetar resultados financeiros para o futuro.

Não bastasse, o Business Intelligence, integrado a softwares de gestão, pode servir de base para o estabelecimento e acompanhamento de métricas, que ajudarão os líderes e colaboradores a conhecer melhor o desempenho dos diferentes setores do laboratório e, a partir disso, tomar as decisões necessárias para manter ou melhorar os resultados.

Por fim, em um cenário empresarial em que cada vez mais a informação assume a posição de verdadeiro ativo para as empresas, o BI para laboratórios pode ser um investimento bastante interessante. A partir dessa metodologia, o controle do empreendimento é muito mais profundo e sistêmico, o que permite ao gestor ter um domínio melhor do negócio e atingir melhores resultados.

Gostou deste post? Quer seguir aprendendo mais? Leia também nosso artigo sobre controle de estoque e entenda como essa ação pode melhorar as finanças do seu laboratório!

 

Link original: http://www.autolac.com.br/entenda-como-e-aplicado-o-bi-para-laboratorios/

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2018 Grupo SYM - Todos os direitos reservados

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?